Lendas britânicas


Se existe um país que eu realmente gostaria de vistar, esse país é a Inglaterra. Arquitetura, literatura e cultura inglesas chamam bastante minha atenção. Daí, eu resolvi procurar um pouco mais sobre o país, assim como sobre a Grã-Bretanha e o Reino Unido, e encontrei algumas lendas bem legais, olha só:




Em vermelho, locais onde possivelmente ocorreram os crimes cometidos por Jack
Londres: Jack, o estripador
Sim, essa figura é verídica, vide os assassinatos brutais cometidos no ano de 1888. Com sua identidade desconhecida, tem-se diversos suspeitos; membros da realeza, pintores como Walter Sickert e autores como Lewis Carroll.



Weels: A bruxa de Wookey Hole
Reza a lenda que a temível bruxa de Wookey Hole ocupava as cavernas subterrâneas de (obviamente) Wookey Hole. Há trocentos anos atrás, os aldeões da região imploraram às forças religiosas para lhes enviar uma espécie de protetor para agir contra a dita bruxa. Surge, então, o padre Bernard, exorcista reconhecido. Com água benta em mãos, lança-a sobre a feiticeira, que tornou-se pedra. Atualmente, ainda pode-se encontrar a figura petrificada nas profundezas das grutas.



Salibury: Stonehenge
Até hoje não se sabe ao certo o que estaria representado nesse monumento megalítico (“grande pedra”, em sentido concreto mesmo). Um calendário? Rituais de adoração? Local de sacrifícios? São diversas as hipóteses levantadas.



Escócia: O monstro do Lago Ness
Na maior extensão de água doce da Grã-Bretanha, ocorrem os avistamentos de Nessie. Ao logo dos anos as aparições foram se reduzindo (talvez deva ser porque a criatura queira manter sua privacidade, não?), mesmo com buscas realizadas por intermédio de submarinos, além de diversas fotografias, muitas de caráter duvidoso.



Cornwall: St. Michael Mount

O Monte St. Michael é uma diminuta ilha costeira, que não pode ser alcançada na maré baixa. Conta-se que essa localização deve-se ao gigante Cormoran, tido como responsável pela construção de uma fortaleza nessa ilha de Cornwall (ou Cornualha); de lá, ele, então, poderia amedrontar os habitantes de uma aldeia. Porém, em uma noite, um rapaz dessa aldeia dirigiu-se até a ilha, onde cavara um buraco, e cobrira-o com palha para que o mesmo passasse despercebido. Acordando a criatura, o rapaz provocou a queda do gigante no buraco; que, por sua vez, não conseguira escapar. Existe a crença de que, subindo o Monte, vê-se o buraco feito pelo rapaz, e, encostando a cabeça perto à rocha, o barulho do coração do gigante tornar-se-á (olha a mesóclise aqui) audível.

Adaptado de Molho Inglês

Nenhum comentário:

Postar um comentário