Lavender Town


Olá! Como vão?

Talvez minha internet volte durante essa semana, e então finalmente poderei deixar mais postagens no blog. Estou conseguindo me virar sem internet de um modo melhor que imaginei, é estranho XD

Como a maioria sabe, daqui a alguns dias será comemorado o Halloween. Procuro fazer posts sobre a temática anualmente, e esse ano não poderia ser deixado de lado. Pretendo fazer uma curta sequência de postagens ao longo dos dias que antecedem a data, voltadas a diferentes aspectos dentro da ideia da comemoração, e espero que dê certo. Se quiser, você pode dar uma olhada nos posts sobre Halloween já contidos aqui:


Agora, vamos à postagem:



Lavender Town é uma pequena cidade situada ao norte de Kanto, e tem como destaque a Pokémon Tower, local que desempenha a função de cemitério Pokémon. Restos mortais de Pokémon(s) são dispostos ali, que passam a existir sob forma de fantasmas.



Você já ouviu falar na Síndrome de Lavender Town? É um caso bem difundido que relaciona a cidade de Lavender com um alto número de suicídios e enfermidades ocorridos durante o lançamento dos jogos Pokémon Red e Green, em fevereiro de 1996.


Boatos afirmam que tais incidentes aconteceram após jogadores chegarem à Lavender Town, cujo fundo musical era dotado de frequências altas. Afirma-se que certas pesquisas evidenciaram que tais frequências só poderiam ser percebidas por crianças e adolescentes jovens, uma vez que seus ouvidos ainda estavam em processo de desenvolvimento. Segundo relatos, centenas de crianças cometeram suicídio, desenvolveram doenças ou queixaram-se de fortes dores de cabeça após o contato com a música tema de Lavender Town.

Após tais eventos, os cartuchos teriam sido recolhidos e substituídos por novos, que continham a referida música em uma frequência menor.

O fenômeno acústico evidenciado na música é chamado de “batidas binaurais”, em que as frequências elevadas conduziriam a efeitos psicológicos bastante incômodos. Tal fato é considerado como embasamento para justificar a teoria por aqueles que acreditam em sua autenticidade. No Youtube, há uma versão da música que supostamente seria a original, presente nos jogos de 1996:


Uma das narrativas que envolvem o caso é a de universitários, amigos de infância que se conheceram graças a seus Gameboys Red e Blue, que decidem jogar o game novamente. Um deles se tornou obcecado pela música de Lavender, e passou a estudar sua frequência. Ele percebeu que haviam frequências faltosas, e buscou adicioná-las à música. Ao analisar o espectro de ondas, encontrou figuras peculiares (3:11 min e 9:05 min):
 

A figura é o Pokemon fantasma presente na cidade, acrescida da frase “Leave Now”, escrita pelos Pokémon(s) Unown.

A teoria é posta em cheque por alguns aspectos, como a presença dos Unown (que só apareceram na segunda geração, lançada algum tempo após o lançamento das versões em questão), o efeito das batidas binaurais (não há prova concreta de que o fenômeno cause danos cerebrais, embora possam ocasionar certa tontura. Frequências como a da música causam determinado desconforto quando escutadas em um fone de ouvido, mas a faixa de som tem efeitos variados de acordo com cada indivíduo), e as figuras formadas no espectro (já que ondas sonoras podem ser representadas por gráficos e imagens por meio de equações, também é possível fazer o oposto: um som pode ser desenvolvido a partir de uma imagem, de modo que a mesma seja exibida no espectro).

Há pessoas que realmente acreditam na teoria, enquanto outras a encaram como um conto de fadas. A meu ver, o enredo foi bem bolado, mas restaram brechas que atestam a sua veracidade. Particularmente, gosto muito da música de Lavender Town, e isso me levou a conhecer algumas versões da música. Deixo você com minha versão favorita logo abaixo :) Até o próximo post!



Texto elaborado com base no material contido em:
Lavender Town - Bulbapedia
A Síndrome de Lavender Town - Wiki Creepypasta Brasil
Pokémon: "O Mistério da Música de Lavender Town" desvendado aqui


Nenhum comentário:

Postar um comentário